Lista dos estados brasileiros de maior desigualdade social

No Brasil muitos estados enfrentam situações de desigualdade social em comparação aos demais e essa diferença é nítida quando comparados os estados do Norte e Nordeste com os do Sul e Sudeste. São Paulo por ser um dos principais estados do país e se destacar no mercado nacional e internacional possui índices econômicos, educacionais e sociais completamente diferentes e se sobressai aos outros.

Todos os resultados apresentados pelos estados brasileiros são reflexo do ambiente político conturbado e devido à má distribuição de renda que acontece. Pensando nessas situações e diferenças que ocorrem em todo o território brasileiro existe um ranking que identifica os estados onde a condição de vida é melhor e pior, e diante disso separamos uma lista dos 3 principais estados que mais enfrentam dificuldades e desigualdades sociais no país.

Maranhão

Dados do IBGE dos últimos anos identificam sempre que o crescimento da pobreza e da desigualdade social no Maranhão vem se tornando sempre presente, tendo como símbolo dessa desigualdade, diferenças consideráveis entre a diferença dos salários entre pessoas brancas e negras. Além da desigualdade presente muitas pessoas falam que enfrentam o descaso do poder publico perante muitos pontos como é o caso das rodovias estaduais.

Sendo um dos estados mais pobres, pela falta de políticas sociais por parte do poder publico e de programas sociais que previnam a criminalidade e promovam a inclusão social o estado vem enfrentando cada vez mais dificuldades e um aumento significativo de problemas sociais anualmente.

Alagoas

Mesmo sendo um dos estados com as mais belas praias do país, Alagoas concentra a maior desigualdade de renda do Brasil. A falta de uma distribuição de renda eficiente e que incorpore a maioria da população ao processo produtivo e de consumo influencia diretamente nos resultados desse ranking, que mostra uma carência e necessidade de abrir mais o mercado interno do estado que depende muito de uma intervenção estatal.

Piauí

O Piauí já apresentou por seis vezes seguidas uma das maiores desigualdades do país em comparação aos rendimentos altos e baixos do estado, se classificando como um dos principais estados com a maior desigualdade social. Esses resultados mostram que a realidade vivenciada no Brasil é que sempre os ricos ficam mais ricos enquanto os pobres ficam mais pobres e nada muda.

Esses estados citados acima mostram a concentração nítida da desigualdade social presente nos estados do Nordeste e que se estendem também aos estados do Norte que sofrem pela falta de uma distribuição adequada de renda e por falta de um olhar mais próximo do governo federal. Devido a isso essas diferenças vão ficando cada vez mais acentuadas e provocando os resultados que vemos hoje.

Assim, fica claro que os estados brasileiros com maior desigualdade estão localizados na região Nordeste, isso também se dá devido ao menor número de pessoas qualificadas, o que gera um grande “buraco” de mão-de-obra para o desenvolvimento, como descrito pelo economista Daniel Duque durante uma entrevista ao jornal Estadão:

É importante levar em conta que os Estados mais pobres também têm um mercado de trabalho mais frágil, com mais pessoas com acesso irregular às oportunidades”